Paraná sem corrupçao fora lula


gangues de malandros e escória invadindo shopping nos domingos

eu estou cansado de ver esse grupo de vagabundos que se dizem "discriminados" se fazerem de coitadinhos excluídos

andam em grupos,fazem baderna,a maioria drogados com tubão na mão(mistura de cachaça com refrigerante),gritam palavras de baixo calão,e muitas vezes assediam mulheres e tentam furtar crianças.

ou seja,de "excluídos" não tem nada,se sentem inferiorizados por não terem tanto dinheiro quanto os que frequentam os shopping da cidade,mas e o comportamento?
as pessoas inclinadas a defender esse tipo de escória devem ser da mesma laia ,pois se defendem a baderna é porque concordam com arruaças e depredações,vandalismo e desrespeito com os outros.

depois que a esquerda atrasada tomou o poder,esses movimentos ditos "sociais",grupos de gays ofensivos,pobres favelados da periferia,negros com carrões e índios com celular resolveram cobrar os direitos extras acima dos direitos dos outros cidadões ,que como eu,seguem as leis e a ordem.

Escrito por gelson às 22h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


e esses índios enbranquecidos,oque querem?

Grupo de 70 índios invade prédio da Funasa de Curitiba

Cerca de 70 índios invadiram nesta segunda-feira as dependências da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) em Curitiba. Eles reivindicam o fornecimento de carros para levá-los para hospitais na capital paranaense.

Segundo a fundação, os índios invadiram o local às 5h de hoje, antes mesmo de os funcionários começarem a trabalhar. Não há informações sobre danos ao patrimônio da Fundação.

As principais lideranças indígenas estão reunidas com o coordenador regional da Funasa, Vinícius Paraná, para avaliar a reivindicação dos índios, que pedem 30 carros para levá-los aos hospitais fora da reserva.

A Funasa dispunha dos veículos, mas o contrato com a empresa de locação expirou na semana passada. As negociações também tratam do processo de licitação que será aberto para que outra empresa forneça os veículos.

Afastamento

Lideranças indígenas prepararam uma lista de demandas para apresentar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na reunião da CNPI (Comissão Nacional de Política Indigenista), no próximo dia 19. Dentre os principais pedidos está a demissão do presidente da Funasa, Francisco Danilo Bastos Forte.

Nas últimas semanas, índios invadiram prédios da fundação em Cuiabá (MT), Curitiba (PR) e Porto Velho (RO). E mantiveram funcionários reféns em Ubatuba (SP) e Capitão Poço (PA). Indígenas criticam a suspensão no repasse de verbas, enquanto a Funasa argumenta que reforçou a fiscalização.

"Danilo não tem nenhuma competência. Está no lugar errado", disse Jecinaldo Barbosa, chefe da Coiab (Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira).

será que se indagados os índios saberiam distinguir direitos indígenas de direitos e deveres de brasileiros

Escrito por gelson às 22h04
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


apoio total a beto richa

Beto Richa lança candidatura à reeleição e vai a Brasília em busca de apoio do PPS

Em uma crônica da candidatura anunciada, o prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), confirmou hoje (9), em evento na sede do diretório municipal do partido, a sua disposição de disputar novamente a Prefeitura de Curitiba nas eleições de outubro.

O anúncio foi feito diante de uma platéia formada por militantes tucanos e de representantes de partidos que já compõem o arco de alianças que apóia a reeleição do prefeito, entre eles o presidente estadual do PDT, senador Osmar Dias, e Severino Araújo, presidente do diretório regional do PSB.

Hoje, horas antes da confirmação oficial de sua pré-candidatura a prefeito - a convenção do PSDB está marcada para o dia 28 de junho - Richa reuniu-se com o presidente estadual do PP, deputado federal Ricardo Barros, que integra a base lulista na Câmara dos Deputados, e o teria convencido a integrar a coalizão tucana e abandonar a idéia de apostar na candidatura do deputado pepista Ney Leprevost.

Em seu discurso, Richa destacou a aprovação da opinião pública à sua administração e afirmou que foi essa a referência para que decidisse por uma nova candidatura: "A continuidade do meu trabalho à frente da prefeitura é uma decisão que foi tomada antes pelo curitibano", afirmou.

Escrito por gelson às 22h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


paulinho da força sindical,quanta sujeira

PF intima mulher de Paulinho da Força no caso BNDES, diz jornal
ONG presidida pela mulher do deputado é acusada de ter recebido verbas desviadas.
Ela negou irregularidades sobre dinheiro recebido.

A Polícia Federal intimou Elza de Fátima Costa Pereira, tesoureira do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e mulher de Paulo Pereira da Silva, o deputado Paulinho da Força (PDT-SP), a depor, segundo informações de "O Estado de S.Paulo".



A PF incluiu o deputado em organização criminosa supostamente criada para desvio de verbas do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), investigada na operação Santa Tereza.

Os agentes que participaram da investigação querem saber de Elza Pereira a origem de recursos depositados em conta do Centro de Atendimento Biopsicossocial Meu Guri, organização não-governamental que ela preside. Eles suspeitam que parte do dinheiro que o BNDES liberou em forma de empréstimos a prefeituras e empresas privadas teria sido destinada à ONG de Elza.

Foi identificado pelo menos um depósito de R$ 37, 5 mil em favor da Meu Guri, realizado no dia 1º de abril, auge do esquema BNDES. O repasse foi feito pelo lobista João Pedro de Moura, amigo e aliado de Paulinho. A Moura, preso desde 24 de abril por ordem judicial, a PF e a Procuradoria da República atribuem o papel de mentor e principal operador da trama com recursos públicos.

Escrito por gelson às 09h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


déficit externo aumenta

O déficit em transações correntes brasileiro alcançou 14,068 bilhões de dólares no ano até abril, alavancado por importações e remessas de lucros crescentes. O valor, divulgado nesta segunda-feira, já supera a projeção de déficit do Banco Central para 2008 todo.

O dado se compara com um superávit em transações correntes de 2,047 bilhões de dólares no mesmo período do ano passado. Apenas em abril, o déficit foi de 3,3 bilhões de dólares, ante superávit de 1,806 bilhão de dólares no mesmo mês de 2007.

Apesar da deterioração das contas, o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, afirmou que o dado não preocupa, uma vez que os investimentos estrangeiros estão muito elevados e os gastos com juros, em queda. "É uma situação mais confortável", disse a jornalistas.

Segundo ele, a tendência para os próximos meses é de redução nos déficits em conta corrente. Para maio, o BC projeta saldo negativo de 1,5 bilhão de dólares.

Para Lopes, os embarques comerciais devem se "normalizar" após terem sofrido nos primeiros meses do ano impacto da greve dos auditores fiscais da Receita, das manifestações dos produtores agrícolas na Argentina e de atrasos nos embarques de minério de ferro.

Escrito por gelson às 09h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


foro de são paulo,o perigo do comunisto criado pelo pt fidel castro e os terrorristas das farc

o Foro de São Paulo existe e é a coordenação estratégica do movimento
comunista na América Latina

Ao longo de seus dezessete anos e meio de atividade, não se observa nas atas de suas assembléias e grupos de trabalho a menor divergência, muito menos conflito sério, entre as centenas de facções de esquerda que o compõem.
Todas as declarações finais foram assinadas pela unanimidade dos participantes

As ações do Foro prolongam-se muito além daquilo que consta das atas.
Segundo confissão explícita do sr. presidente da República, os encontros da entidade são ocasião de conversações secretas que resultam em decisões estratégicas de grande alcance, como, por exemplo, a articulação internacional que consolidou o poder de Hugo Chávez na Venezuela

Estas decisões e sua implementação prática subentendem uma unidade estratégica e tática ainda mais efetiva do que aquela que transparece nas atas.

Segundo as Farc, a criação desse mecanismo coordenador salvou da extinção o movimento comunista latino-americano e foi diretamente responsável pela
ascensão dos partidos de esquerda ao poder em várias nações do continente.

As declarações de solidariedade mútua firmadas no Foro de São Paulo entre partidos legais e organizações criminosas (ver por exemplo X Foro de São Paulo, "Resolução de Condenação ao Plano Colômbia e de Apoio ao Povo Colombiano") não ficaram no papel, mas traduziram-se em ações políticas em que as entidades legais eram instantaneamente mobilizadas para proteger e libertar os agentes das Farc e do MIR presos pelas autoridades locais

Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento do Encontro de Governadores da Frente Norte do Mercosul
Belém-PA, 06 de dezembro de 2007



Meus queridos companheiros e companheiras do estado do Pará,
Meus queridos governadores que estão aqui representando os países da América do Sul e os países que compõem o Mercosul,
Meus companheiros governadores brasileiros da região Norte,
Meus companheiros prefeitos,
Meus companheiros deputados estaduais e deputados federais,
Companheiros secretários municipais, secretários estaduais,
Meus amigos e minhas amigas,
Como sempre, quando fazemos um evento, a nominata termina sendo muito grande. E como todos já falaram o nome de todo mundo aqui, Chacho, falando o nome do Chacho, nosso companheiro que é a nossa figura importante do Mercosul, estarei falando o nome de todos os companheiros e companheiras que estão aqui. O Chacho é argentino, mas é torcedor do Corinthians, então é um sofredor como eu.
Companheiros e companheiras,

Primeiro, quero falar um pouco do Mercosul e falar um pouco da nossa América do Sul.
Meus companheiros representantes dos países da América do Sul, eu tive a felicidade de, em 1990, convocar – se eu não falei dos senadores, eu quero cumprimentar os senadores aqui presentes – eu tive o prazer de convocar a primeira reunião da esquerda na América Latina, em 1990. Eu tinha terminado a eleição de 89, nós tínhamos saído muito fortalecidos do processo

"Pois bem, passados esses 18 anos, ou melhor, vamos pegar 14 anos atrás.

Nós fizemos uma pequena revolução democrática(sic) na América do Sul e na América Latina.
Eu, por exemplo, conheci o (Fidel) em um encontro que fizemos em Cuba.

Tinha acabado de ser preso por conta do golpe e acabado de ser liberado.

Conheci o Chávez em um encontro do Foro de São Paulo, como conheci também o Daniel Ortega, como conheci tantos companheiros da Argentina, do Chile, do Uruguai, do Paraguai, da Bolívia, do Equador, da Venezuela, da Colômbia.

Qual é a mudança que houve nesses 18 anos?

Olhem o mapa da América do Sul hoje. (sic)

o assalto dos "companheiros" ao poder
"E hoje nós vemos que o que aconteceu na América do Sul está se espraiando para a América Central e para a América Latina, em quase todos os países.

Na Guatemala, acaba de ganhar um companheiro, muito companheiro nosso, que participou do Foro de São Paulo.

Nós vamos ter eleições agora em El Salvador e, certamente, ganhará um companheiro da Frente Farabundo Marti as eleições para a presidência de El Salvador, pelo menos é o que as pesquisas estão indicando.

A eleição no Panamá foi um avanço extraordinário, com o companheiro Torrijos, e assim nós estamos avançando.

Há um mapa exatamente antagônico ao mapa que existiu de 1980 a 1990, ou ao ano 2000".

"É por isso que eu nunca vacilei, e estava em época de eleição quando o Evo Morales quis nacionalizar o gás dele e eu disse:

“O gás é do Evo, ele está correto de nacionalizar. O gás é um instrumento, é uma matéria-prima, e é a única coisa que a Bolívia tem”.

entreguista lula e seus amigos terrorristas da esquerda medíocre,demagógica e raivosa

Escrito por gelson às 00h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


o entreguista lula e a telemar do fiho dele

Interessante: volta e meia repete-se, em jornais variados, a "notícia" de interessar ao governo que a Brasil Telecom, se vendida, fique com um grupo brasileiro, mas só facilitará o negócio se o sócio BNDES tiver preferência ou poder de veto a estrangeiros, em caso de outra venda da empresa.
É evidente a finalidade lobista das reproduções insistentes da lengalenga. A gravidade deste assunto, porém, está é na armação de um negócio, com participação do governo e do presidente da República, proibido por lei e, portanto, dependente de que Lula emita um decreto de alterando a legislação -o que constituiria benefício à Oi/Telemar sócia de um de seus filhos. O argumento do repentino nacionalismo não resiste à confrontação com os muitos liberalismos ofertados ao capital estrangeiro.

Escrito por gelson às 00h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


a base aliado do governo lula incentiva desmatamento da amazônia

CHAMADO DE mentiroso em jornais de importância internacional, por ter desmentida pelo próprio governo a sua proclamação de êxitos na redução do desmatamento amazônico, Lula continua driblando o tema, o que reflete em público a posição voltada para dentro do governo. A determinação crítica à ministra Marina Silva, por acusar os agropecuaristas, foi seu pronunciamento mais incisivo até agora: "Não é hora de acusar ninguém", frase que só não é inacreditável por ser de quem é. Por que não seria hora?

No "Café com o Presidente" de ontem, Lula preferiu voltar a perder tempo com a bobice de que "tem gente que torce pro Brasil andá pra trás", em alusão aos oposicionistas. Na reunião ministerial, com sua típica explosão demográfica, Lula desperdiçou o tempo com a tolice de que "ficamos [lá eles] cinco anos juntos, sentamos nesta mesa, mas depois passamos um ano sem conversar entre nós. Penso que entre vocês existe pouca conversa política, que meses e meses vocês não conversam entre si". O "passamos um ano" é de responsabilidade pessoal do próprio Lula, que passa meses sem chamar um ministro a despacho. E da falta de conversa entre ministros, quase fica a insinuação de que a Abin os ouve sempre, porque Lula não teria como saber quem conversa com quem. Mas, no "Café", como no blablablá com os ministros, o que lhe interessava era só a exibição marqueteira.
A determinação de que "não é hora de acusar ninguém", clara proteção aos grandes desmatadores, e a fuga ao tema do desmatamento têm pouco ou nada a ver com o problema que os motiva. Completam-se em sua razão deprimente: até em relação ao desmatamento a posição de Lula sujeita-se ao interesse dos "partidos da base" e, no caso, sobretudo ao interesse das relações estaduais do sempre comprometido PMDB. "Não é hora de acusar" os grandes desmatadores porque, ou são parte dos governos e esquemas partidários no Mato Grosso, no Pará, Amazonas, Rondônia, ou são financiadores políticos.
O tom de surpresa que o governo quis dar aos dados do desmatamento feito em 2007 é inverdadeiro. Desde meados do ano passado o alerta para a reaceleração do desmatamento, em proporções irreversíveis, estava dado na Amazônia, com indicação mais importante por parte do representante do Greenpeace por lá, Paulo Adário, que faz trabalhos muito respeitados. Os alertas foram até publicados. E logo depois o Ministério do Meio Ambiente dava sinais de conhecer o retorno feroz do desmatamento, e considerar medidas para reprimi-lo. Só na Presidência ninguém sequer leu jornais. Melhor assim: fica mais fácil proteger os desmatadores aliados, sejam diretos ou indiretos.



Escrito por gelson às 00h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Requião faz cena em TV,visita o comunista fidel castro e vomita mentiras contra a imprensa

Para protestar contra o juiz federal que o proibiu de atacar adversários pela TV Educativa do Paraná, o governador Roberto Requião (PMDB) cortou sua própria voz no programa "Escola de Governo", uma reunião semanal transmitida pela emissora para anúncio de obras e projetos das secretarias estaduais. Quando Requião se manifestava, o som era cortado e uma tarja com a palavra "censurado" era colocada na tela.

a corja do pmdb do paraná inventa dossiê contra o juiz
O PMDB do Paraná anunciou que vai usar um "dossiê" contra o juiz federal Edgard Lippmann Júnior, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região, em Porto Alegre. A informação foi divulgada hoje em ato de apoio ao governador Roberto Requião, proibido pelo juiz de usar a TV Educativa do Estado para atacar desafetos. Requião afirma que está sendo vítima de "censura prévia" por parte do juiz.



Escrito por gelson às 00h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


o cachorro lula muda legislação para beneficiar negócios do filho lulinha

A questão central da negociação resolveu-se na noite da segunda-feira passada. Foi definido que a Oi pagará 4,85 bilhões de reais pelo controle da Brasil Telecom. Mais 3,8 bilhões de reais poderão ser gastos pela Oi para comprar as ações dos minoritários, por causa de um mecanismo chamado tag along (que obrigará a Oi a adquirir as ações dos minoritários, remunerando-os com pelo menos 80% do valor pago pelas ações dos controladores da BrT). Somem-se as duas quantias e chega-se a um negócio de 8,65 bilhões de reais – quase tudo financiado pelo BNDES.


É necessário também que seja alterada a lei que regulamenta as telecomunicações. Pela legislação em vigor, a compra não é permitida, pois o mesmo controlador não pode ser dono de duas concessionárias. Isso não será empecilho. O Palácio do Planalto desde sempre avisou às partes que está pronto para editar um decreto mandando essa proibição para o espaço. A mexida na lei será feita em velocidade de carro de Fórmula 1 – o negócio tem a bênção do governo Lula. E não é de hoje.

A operação estava marcada para vir ao mundo em 2006, conforme mostrou uma reportagem de VEJA publicada em outubro daquele ano. O que a travou foi justamente a descoberta, pela revista, de que o lobby para mudar a legislação impeditiva foi tão violento que chegou a envolver o filho do presidente da República, Fábio Luís, o Lulinha, e seu amigo, Kalil Bittar. Antes disso, VEJA havia revelado que, em 2005, a Telemar (atual Oi) investira 5,2 milhões de reais na Gamecorp, uma produtora de TV e de jogos para celular que tem entre os seus sócios Lulinha e Bittar. Quem aproximou a Telemar e a Gamecorp foi o consultor Antoninho Trevisan, amigo de Lula. Trevisan convenceu, inicialmente, Fersen Lambranho, do grupo GP, da boa oportunidade de investimento na empresa do filho do presidente. Lambranho levou a idéia aos sócios Carlos Jereissati e Sérgio Andrade e – bingo! – o negócio foi fechado num piscar de olhos. Até agora, a Telemar/Oi investiu mais de 10 milhões de reais na Gamecorp. A produtora fechou no vermelho em 2005 e 2006. O balanço de 2007 ainda não é conhecido.

O impacto da descoberta de VEJA adormeceu o negócio entre a Oi e a Brasil Telecom. Mas não o matou. No ano passado, sob a declarada boa vontade do governo, as conversas recomeçaram. E intensificaram-se a partir de novembro. Entre os dias 18 e 21 de dezembro, chegou-se ao estágio final. Houve reuniões diárias em São Paulo, ora no escritório de Carlos Jereissati, ora na sede da Angra Partners, empresa que representa os fundos de pensão nesse e em outros negócios. Pela Oi, compareceram Jereissati e Otávio Azevedo, braço direito de Sérgio Andrade. O advogado Sérgio Spinelli representou o Citibank. Do lado dos fundos de pensão, havia Alberto Guth e Pedro Paulo de Campos, da Angra. Numa das vezes, Sérgio Rosa, presidente da Previ, deu as caras. A primeira oferta da Oi, ainda em novembro, foi de 3 bilhões de reais. Mas os lances foram subindo. No dia 21 de dezembro, o negócio estava por um fio para ser fechado. Os fundos de pensão e o Citibank pediam 5,2 bilhões de reais pelas suas participações na Brasil Telecom. A oferta da Oi era de 4,5 bilhões. A diferença relativamente pequena não impediu que Jereissati, num rompante, interrompesse a negociação, dizendo que estava "sendo extorquido". Ânimos serenados, marcou-se uma reunião para a segunda-feira passada. O acordo final acabou saindo por 4,85 bilhões de reais.

Escrito por gelson às 00h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


na era lula lacaio aposentadoria a invasor de terra

O DEM protocolou nesta terça-feira no STF (Supremo Tribunal Federal) uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra a concessão de benefícios previdenciários a invasores de terra. A decisão foi tomada pelo ministro Luiz Marinho (Previdência), após parecer favorável da consultoria jurídica.

Para garantir a cobertura previdenciária, os trabalhadores rurais não precisarão comprovar a legalidade da terra --apenas que praticaram atividades rurais na área.

Para o presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), a decisão tem motivação eleitoreira. "Essa é uma forma do presidente Lula acalmar a sua base" disse em referência ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

Segundo o parecer que será usado pela Previdência para a concessão de benefícios, a "inexistência de titulação da terra ou a eventual irregularidade na ocupação não afasta, por si só, a caracterização do trabalhador rural como segurado especial".

Escrito por gelson às 23h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


CGU vai investigar gastos de dois ministros de lula,gastando bem e não produzem nada

investigar o ministro Altemir Gregolin (Pesca), além de Matilde Ribeiro (Igualdade Racial), por suposto uso irregular de cartões corporativos. Como as duas pastas são vinculadas diretamente à Presidência da República


Matilde Ribeiro deve ser investigada por gastar R$ 461,16 em um free shop e pagar a despesa com o cartão corporativo. Segundo assessores, ela já ressarciu a União.

Ontem à noite, o presidente da Comissão de Ética Pública, Marcílio Marques Moreira, disse que o assunto foi tema da reunião. Segundo ele, o órgão não tem atribuições nem condições para investigar.

Oposição

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) vai pedir que a Mesa Diretora do Senado cobre explicações do governo federal sobre os gastos com os cartões corporativos.

O cartão corporativo --concedido a autoridades e funcionários de alto escalão do governo-- deve ser usado no pagamento de despesas relativas às atividades de trabalho, como refeições, transporte e hospedagem, segundo integrantes da Presidência da República.

Escrito por gelson às 23h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


requião quer levar louros da boa performance da economia paranaense,canalha

de fábio campana,colunista do jornal " o estado do parana"

______________________________


Nestes dias, Requião festeja como se fosse obra sua o bom desempenho econômico do Paraná. Sem pudor, assumiu a paternidade de 6,3% de crescimento da indústria em agosto.

Não parou por aí.

Com a maior desfaçatez soltou foguetes para si mesmo porque as exportações cresceram 22% entre janeiro e setembro.

Sem corar, pediu aplausos à amestrada platéia das terças para o saldo acumulado da balança comercial do Paraná que no ano ficou em US$ 2,765 bilhões.

As almas parvas vibraram. Enxergaram no desempenho da economia a chance de alguma recuperação da imagem do governador. Diga-se que a preocupação tem sentido. A imagem de Requião piorou muito desde a eleição de outubro do ano passado.

Áulicos e marqueteiros jamais perdem a esperança. Segundo eles, o povo não sabe distinguir o que é obra de Requião e o que é resultado dos prefeitos, muito menos o que é resultado do esforço do próprio povo. Apostam na confusão.

Por exemplo: o governo esquece de dizer que os bons índices da indústria resultam da política adotada pelo governo Jaime Lerner, na década de 90. Lembram?

Requião descia a borduna no esforço de Lerner para atrair montadoras. Dizia que os incentivos concedidos por Lerner eram lesivos ao Paraná.

Ora, pois, nos últimos quatro anos de governo Requião, as montadoras recolheram aos cofres estaduais mais de R$ 1,5 bilhão em impostos. Além disso, determinaram a ampliação de outros setores industriais que, por sua vez, pagam mais impostos e geram empregos.

Como se vê, um dos grandes beneficiários das iniciativas de Jaime Lerner nos anos 90 é o próprio Requião, que gasta o arrecadado e festeja os índices como se fosse o pai da criança.

muito canalha

Escrito por gelson às 21h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


OAB acusa o governador roberto requião por mortes em cascavel

O presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Cascavel, Luciano Braga Cortes, disse que o governo do Paraná tem responsabilidade no confronto entre seguranças e sem-terra na Estação Experimental da Syngenta, em Santa Tereza do Oeste, a cerca de 530 quilômetros de Curitiba, que deixou dois mortos e oito feridos ontem.

"Poderíamos ter evitado essas mortes se o Poder Executivo cumprisse as ordens de reintegração", afirmou.

"Na medida em que não se cumprem as ordens instala-se um clima de desordem."

Levantamento da Federação da Agricultura do Paraná (Faep) aponta pelo menos 85 propriedades invadidas no Estado, somando 27.530 hectares, grande parte delas com reintegração decretada pela Justiça.

A propriedade da Syngenta, de 127 hectares, foi invadida pela primeira vez em 14 de março do ano passado por cerca de 80 famílias de sem-terra. A empresa alega que tem todas as licenças necessárias para realizar as experiências com milho transgênico. No dia 16 já havia uma ordem judicial para a desocupação. No entanto, somente no dia 5 de novembro os sem-terra saíram.

Quatro dias depois, o governador Roberto Requião (PMDB) decretou a propriedade como de utilidade pública para a instalação de um centro de agroecologia. Imediatamente, os sem-terra retomaram a invasão da área e começou nova disputa jurídica entre o governo do Estado e a empresa. O decreto foi derrubado. Em maio deste ano, a Justiça determinou a reintegração de posse. No dia 18 de julho, os sem-terra saíram da propriedade e ficaram no Assentamento Olga Benário, que é vizinho, de onde rumaram domingo para a terceira invasão da mesma área.

"Há uma nítida sensação de desordem absoluta, de anarquia, de que se faz o que quiser", reclamou o presidente regional da OAB.

"Pelo clima que se criou está difícil a conversa entre os grupos e a tendência é que as coisas se agravem."

De acordo com ele, a criação de milícias armadas e o armamento por parte dos sem-terra são decorrência do "retrocesso" em termos de direito, pois

"cabe ao Estado a proteção da pessoa, do cidadão, e ele não está fazendo isso".

Escrito por gelson às 21h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


CONVOCAÇÃO GERAL PARA A GRANDE VAIA NACIONAL FORA LULA dia 29/09 curitiba as 14:00hs

29 setembro 2ª Grande VAIA Nacional

Horário: 15:00hs

Locais:

São Paulo
- Paulista com Pamplona (Metrô Trianon/Masp)

Rio de Janeiro - Forte do Leme

Belo Horizonte - Praça da Liberdade

Vitória - Concentração na Praça do Papa (Em frente ao Palácio do Café)

Brasíliamudou para Pátio Brasil

Curitiba - Concentração na Rua XV, as 14:00hs em frente à Praça Osório

Belém - Pça do Can

Joinville - Praça Nereu Ramos

Porto Alegre – Esquina Democrática

Floripa – Trapiche Beira Mar


Prepare faixas, cartazes, planfetos para distribuir, nariz de palhaço, roupa preta, máscaras, apitos e vamos todos para às ruas, vaiar e gritar: Fora Lulla
entreguista do brasil
lula não nos representa

Divulguem!!! e chamem seus familiares para participar

www.grandevaia.org
orgsp@grandevaia.org

Escrito por gelson às 04h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Sul, CURITIBA, centro, Homem, de 26 a 35 anos
Yahoo Messenger -



Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 fora lula cwb
 comunidade do orkut
 site fora lula
 provas de corrupçao
 parana contra a corrupçao
 a lingua anti-mulla